quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

A ilusão da mentira...

Ivan Efimov




Já menti. Com amôr, por amôr. Por ódio, por compreensão, por simpatia. Para não ter que dar justificações. Por incertezas. Por tantas razões... Já menti.

A mentira é boa.
Permite fugir do que não se quer enfrentar, lidar com situações complicadas. Sêr simpático. Permite defesas. Adiar o inadiável. Tanta coisa...
A mentira é boa.

Há várias formas de mentir. Com um olhar. Com palavras doces. Com sorrisos. Com abraços. Com sexo. Até há aquela célebre mentira do "não-minto-se-não-me-perguntarem-nada". Gosto particularmente desta. É daquelas que até nos faz sentir íntegros. Porque não se mente se não se contar uma mentira. Certo ?...

É normal. O que seria de nós sem a mentira ? Completamente expostos ao mundo e à vida. A vida seria muito mais complicada sem ela. E quem é que quer complicar a vida mais do que o que ela já é ?
E porque é que educamos os nossos filhos a não mentir ? Dizemos que a mentira é feia. Que não se deve mentir. Que Jesus castiga. Mas se nós mentimos! Com maiôr ou menôr consciência. Mas mentimos!
É verdade que há mentiras que nos custam, que nos pesam. Mas isso resolve-se cá, bem dentro. É comodo. Até porque evita tantas chatices...

Por vêzes até mentimos a nós próprios. E muitas mais vêzes do que aquilo que temos consciência. Ao ponto de dizermos "Mas eu não minto". O problema é que estas são perigosas para nós. Por vêzes magoam-nos. Problema nosso. Não é com a intenção de querer prejudicar ninguém. Só queremos sêr felizes. E o que há de maiôr e mais bonito do que isso ? É justificável. Certo ?...

Claro que com a mentira, vem a verdade. Mas porque é que se insiste tanto na verdade ? Nem é por maldade que se mente. Por isso... Para quê, a verdade ? É incómoda. Assola-nos o espírito. Destroi-nos as nossa ilusões. A verdade é má.
Sim, a mentira é boa. É própria do sêr humano. É uma questão de defesa, de sobrevivência. Justifica-se sempre porque "toda-a-gente-mente". Certo ?...


Sim, a mentira é boa. Até ao dia em que nos mentem. Aí, não é na mentira que se pensa. A noite surge, o corpo repousa na cama mas o sono teima em não vir. No conforto da almofada, descobre-se algo que se perdeu na alma. Uma coisa pequena, quase um pormenor. Tão pequeno que, ao mentir, quase nos esquecemos dele. Dá pelo nome de confiança.


A mentira é boa. Certo ?...




"As costas dos outros são o espelho da nossa alma"







13 comentários:

A]\/[®r@_D®c3 disse...

Olha, por acaso andei aqui a dar umas voltas pelo teu canto e confesso que despertou-me uma certa atencao.

nao e daqueles blogs parvos que so falam de sexo, ou da mulher, por ai fora, é algo muito diferente e que achei interessante ter nos meus favoritos para ler de vez em quando, quando me der uma vontade de saber o que os homens pensam em relacao a mulher, principalmente no auge duma relacao.

Parabens pela coragem, tanto por criar o blog e principalmente pela separacao, confesso que estou numa situacao parecida e nao sei se teria a mesma coragem. como disseste algures, sao muitos habitos, cheiros, amigos, familia... etc. para sequer considerarmos a hipotese do afastamento.

Sinto-me meio derrotada por dizer isso mas confesso: "Voces homens sao corajosos!"

miúdo disse...

OLá A]\/[®r@_D®c3

Obrigado pelo elogio ao blog. Acho que o blog não passa pela coragem, antes pelo contrário. É anónimo, por isso...

Quanto à separação, sou-te sincero, foi mais uma questão de sobrevivência do que coragem. Coragem foi fazê-lo sabendo que iria perder, em parte, o meu filhote.

Só não concordo contigo quando dizes que nós homens somos corajosos. Isto há de tudo um pouco...

Peter Pan disse...

Sobre os filhos:

Podemos pensar que para os nosso filhos o melhor mantermos-nos casados.
Podemos até imaginar que a nossa ausência significará o caos na vida do outro que vai perturbar as nossas crias.

Mas será que temos o direito de dar aos nossos filhos como exemplo de casamento algo que não o é?

Anónimo disse...

Como eu te compreendo
JF

Anónimo disse...

Para quê a verdade quando uma mentira chega perfeitamente?

Fezzoka disse...

Mentir nunca é a melhor solução..

pelo menos eu penso isso..

um beijão

Fezzoka disse...

Mentir nunca é uma boa opção..


mas vai saber..

Fénix disse...

A mentira só poderá ser boa até ao momento em que é descoberta. Depois... nem sei o que causa mais dor, se a mentira ou a causa dela...

miúdo disse...

Peter Pan, há pessoas que sabem vivêr com a hipocrisia. Mesmo tendo noção do efeito sobre os filhos. Torna-se mais cómodo...

miúdo disse...

JF, o que é que eu faço de ti ?
Tu tens bom fundo mas estás sempre a caír nos mesmos erros.
E nem com os meus tu aprendes... Hehe ;-)

Abraço

miúdo disse...

Anónimo, há quem consiga sobrevivêr só, no meio da multidão.
Para mim, mentir é matar a alma...

miúdo disse...

Fezzoka, creio que há uma altura em que achamos que é melhor mentir. Porque achamos que há graús de mentira. Mas há limites. Cada um sabe os seus. Ou devia saber...

Beijo...

miúdo disse...

Fénix, sou-te sincero. Talvêz seja uma forma egoísta de pôr as coisas mas por muita dôr que a mentira possa provocar em alguém, o que ela provoca em quem mente pode sêr muito piôr...

Beijo